*** Sanctus...Sanctus...Sanctus *** E é importante apoiar-se numa comunidade ,mesmo que seja virtual,porque entre aqueles e aquelas que a compõem,encontram-se os que estão nos tempos em que o dia vai ganhando, pouco a pouco, à noite. Irm.Silencio

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Bendita a Vida!


Aleluia! Aleluia!
Porque sinto tanta sombra de tristeza a pairar na cidade?
O Senhor Ressuscitou, viva a Vida que venceu a morte!
Se a morte fosse preferível à vida, para que teria o Senhor ressuscitado?
E para que quereríamos uma vida eterna, se apenas com a experiência desta vida temporária nos fartamos?

Quem espera abraçar o Senhor após a morte, já vive com Ele a Vida, aqui, agora!...
Nem as doenças, mesmo graves; nem o trabalho exaustivo ou - pior ainda! - a falta de trabalho; nem as carências de vária ordem, os desgostos, os momentos de solidão, as incompreensões dos outros, as injustiças sofridas...nada, nada se sobrepõe à Vida, porque tudo isto dela faz parte, tal como as núvens negras fazem parte da paisagem celeste, tanto como a claridade do Sol e o brilho das estrelas... Luz e sombra opõem-se e complementam-se.

Sejamos gratos, pois:
Obrigado, Pai Santo, pelas tristezas e pelas alegrias, pela dor e pela consolação, pela árida solidão e pelo carinho dum abraço amigo, pela palavra e pelo silêncio, pelo ruído e pela música, pela guerra e pela concórdia.

O Teu Filho amado nos disse “ Dou-vos a Paz, deixo-vos a minha Paz...estarei convosco até ao fim dos tempos” –não precisamos de cultivar a angústia, quando nos foi dada a Paz... não precisamos de O procurar algures, com Ele a nosso lado!

Ressuscitou! Aleluia!

E na cidade em que somos anónimos , mesmo isolados num favo qualquer da imensa colmeia onde predomina o cinzento, uma flor vermelha pode abrir, resplandecente, como um coração de carne que palpita e agradece, em nosso nome, a Vida!

2 comentários:

andarilho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andarilho disse...

falta a Esperança..falta a Esperança renascer das cinzas dos escombros que nos deixaram por esses caminhos da vida as vaidades dos que anunciam o Evangelho...esse Evangelho onde ela está e sempre esteve...